Microagulhamento

Os benefícios do microagulhamento são inúmeros e a técnica tem atraído a atenção das pessoas que desejam melhorar a pele através de procedimentos estéticos. O tratamento estimula o colágeno da pele e reduz os sinais de envelhecimento através de agulhas muito finas que facilitam a aplicação das substâncias.

O procedimento é indicado para homens e mulheres que desejam melhorar rugas, flacidez, cicatrizes de estrias e acnes. Queda capilar, queimaduras e cicatrizes hipertróficas também são outras indicações da técnica. Confira os benefícios do microagulhamento no artigo a seguir.

Microagulhamento – Como funciona e quais são os benefícios?
O microagulhamento também é conhecido como indução percutânea de colágeno por agulhas (IPCA). O procedimento baseia-se em diversas agulhas que perfuram as camadas da pele, causando micro ferimentos e vermelhidão, estimulando naturalmente a regeneração da pele.

O tratamento pode ser realizado através de diferentes técnicas, como por exemplo, rolos que sustentam as agulhas ou equipamentos automáticos que regulam a profundidade das agulhas associadas a radiofrequência.

A forma mais comum de realizar o procedimento é minimamente invasiva e com aplicação de creme anestésico. Entretanto, na forma cirúrgica, o microagulhamento é mais intenso e necessita que o paciente seja anestesiado, além disso, é feita em ambiente cirúrgico. Isso garante mais conforto para o paciente.

O microagulhamento consiste na aplicação de agulhas feitas de aço cirúrgico ou titânio, as quais podem estar dispostas em dermaroller ou em uma caneta. Com elas são realizados movimentos de vai e vem em toda área a ser tratada. Em média, são feitas de 10 a 15 passadas em um mesmo local e com quatro cruzamentos cada.

A técnica pode ser aplicada em todos os tipos de pele e em todas as áreas. O tipo de pressão e agulha utilizada vai variar de acordo com a o que será tratado. Entretanto, em regiões mais sensíveis, é importante que sejam utilizadas agulhas mais finas.

Principais indicações do microagulhamento

Os benefícios do microagulhamento para tratamentos estéticos são inúmeros. Além disso, é bastante indicado para amenizar ou solucionar problemas na pele como cicatrizes, flacidez e até calvície.

Cicatrizes de acne ou estria: com a técnica, a pele é perfurada criando múltiplos microcanais que estimulam a derme renovando o colágeno e a angiogênese.

Rejuvenescimento facial: melhora a aparência envelhecida por meio de redução de rugas, combate à flacidez facial, melhora a textura da pele e aumenta a luminosidade.

Flacidez: o microagulhamento estimula os fibroblastos a produzirem mais colágeno e elastina, restaurando a pele, que fica mais firme e saudável com essas substâncias em excesso.

Calvície: com a criação dos orifícios, acontece o sangramento e com ele, a sinalização de plaquetas que ajudam a conter o sangramento. Com isso, inicia-se uma produção de fatores de crescimento estimulando as células a formarem o colágeno e os queratinócitos a produzirem a queratina que forma o cabelo.

Melasma: as perfurações causadas pelas microagulhas são capazes de reduzir a pigmentação das manchas na pele. Outras técnicas associadas ao microagulhamento podem auxiliar no clareamento das manchas, acelerando a remoção do melasma.

Principais benefícios

O microagulhamento é umas das melhores técnicas quando se trata de benefícios para a pele. Afinal, como já falamos anteriormente, o procedimento tem como principal objetivo a indução de colágeno através de uma estimulação feita com microagulhas.

O tratamento melhora a aparência do rosto em vários aspectos, já que ameniza manchas, reduz rugas, linhas de expressão, entre os muitos outros benefícios do microagulhamento como os citados abaixo:

Redução de estrias;
Redução de manchas;
Procedimento causa pouca dor;
Redução de rugas de expressão
Bons resultados em pouco tempo;
Estímulo da produção de colágeno;
Melhora da absorção de produtos na pele;
Drug delivery para potencializar os resultados;
Restaura cicatrizes, proporcionando melhor aparência;
Angiogênese: “o processo de formação de vasos sanguíneos a partir de vasos preexistentes, que ocorre em condições fisiológicas e patológicas”, pois o microagulhamento é capaz de encontrar novos vasos.

Em quanto tempo verei resultados?
Em torno de dois a três meses, depois do procedimento concluído os resultados começam a ser percebidos com o amadurecimento do novo colágeno. Entretanto, após duas ou quatro sessões, é possível ter uma melhora na pele de cerca de 80%.

Em geral são feitas entre três e quatro sessões de microagulhamento, com intervalos de um mês entre elas, para que a pele possa se recuperar. A quantidade de sessões necessárias e o tempo que dura o efeito do procedimento vai depender do que você está tratando.

Aliás, se a indicação é para rejuvenescimento, o procedimento deverá ser repetido a cada 30 dias. Entretanto, se o tratamento for para melasma, o tempo se torna um pouco menor. Cada sessão dura, em média, de 30 minutos a uma hora. Quem vai determinar a forma será o médico especialista.

A necessidade de retoque vai depender da reação de cada organismo. Entretanto, com o passar dos anos, a pele sofre um processo de envelhecimento natural, que interfere na produção de colágeno. Por isso, de tempos em tempos, vale a pena realizar uma manutenção para rejuvenescer e refrescar a aparência.

Quais os principais cuidados?

Alguns cuidados podem ser tomados para prolongar os efeitos do tratamento. Aliás, você pode criar hábitos que ajudam a melhorar os resultados, como por exemplo, o uso de hidratante e protetor solar, ou cremes clareadores de manchas previamente prescritos pelo profissional. Basicamente, é necessário seguir as recomendações do especialista.

Contraindicações

É importante saber que como todo procedimento estético, existem algumas contraindicações. Casos de cicatrizes com queloide, pacientes com doença vascular, distúrbio hemorrágico, diabetes, câncer de pele, alergia ao metal, infecções cutâneas, entre outros não são recomendados o uso do tratamento. Por isso, é importante consultar um profissional.